segunda-feira, 5 de outubro de 2009

DICAS DE ESCRITORES DIVERSOS PARA ESCREVER MELHOR

É na vida que está a maior parte do material literário. As histórias estão bem próximas. Use a memória sem medo.

O que oferece o maior aprendizado para o escritor iniciante é a própria vida. Vá fundo e dê vazão às suas emoções pessoais.

Um escritor deve conhecer bem o seu ofício. Estude muito.

Carregue sempre caneta e papel no bolso - ou agenda eletrônica: anote tudo o que pensa e quer.

Leia muito, sem preconceitos: os clássicos e os contemporâneos, os brasileiros e os estrangeiros. Não deixe de ler o que você realmente gosta, na hora e no ritmo que quiser. E sempre guiado pelo prazer - quando a leitura parecer pura obrigação, esqueça.

Escreva regularmente e deixe os textos descansando. Volte a eles de tempos em tempos e os reescreva.

Não acredite no mito de que quanto mais louco você for e mais sofrimento tiver, melhor será sua literatura. Um escritor mediano com a cabeça no lugar tem mais chances do que um maluco.

Seu estilo é seu maior patrimônio. Ouça sua voz e seja fiel a ela. Não imite os escritores que você ama (nem os que você odeia).

Se você transita entre muitas linguagens (romance, conto, poesia, teatro, etc.), cuidado. No começo da carreira, é mais prudente escolher um caminho e aprofundar-se nele do que ficar pulando de galho em galho. Deixe a diversificação pra mais tarde.

A função da boa literatura não é entreter e deleitar, mas inquietar e provocar o leitor.

Oficinas literárias são boas experiências, mas é preciso saber tirar o melhor delas.

Em suas leituras, preste atenção a todo tipo de recurso narrativo que os outros escritores usam. Veja como mexem com estrutura, trama ou ausência de trama, construção ou não de personagens, ponto de vista narrativo, etc. ,

É útil saber o que os outros escritores pensam sobre seu ofício. Descubra o que eles dizem a respeito em entrevistas e depoimentos. Se possível, converse com muitos deles, mesmo que tenha de vencer uma natural tendência dos literatos para a introversão e o isolamento.

Um comentário:

  1. Só tenho agradecer ao Laboratório do Escritor pela dica. Muito obrigada!

    ResponderExcluir